ILUSTRAÇão

Entrevista: MAFALDA JESUS

SUBWAY

DOODLE

De certeza que já viste estes monstros azuis por aí, nas partilhas do Facebook ou no Instagram. Ben Rubin, conhecido com Subway Doodle, é um artista de Brooklyn que, para além da sua empresa “The Mint Farm”, tira fotos no metro e ilustra posteriormente. O resultado é incrível e fica impossível não rir. Podemos ver diferentes espécies em interação com os passageiros, de uma forma crítica e humorística.

1) MELANCIA: Quem é o Subway Doodle?
SUBWAY DOODLE: 
Um artista que vive em Brooklyn, Nova York. Desenho num iPad no metro subterrâneo (e noutros sítios). Vivo numa casa cheia de monstros (quero dizer, crianças).

2) M: Sempre quiseste ser ilustrador?
S: Desde os 17 anos que quero ser cartunista. Aos 11 anos, tive o meu primeiro cartoon impresso num jornal local. Continuei a desenhar banda desenhada durante a escola e a faculdade, para estudantes e jornais locais. Estudei Belas Artes na faculdade e consegui uma carreira como ilustrador e cartunista. Depois entrei no mundo criativo da televisão e desde aí que trabalho na indústria do entretenimento.

3) M: Como desenvolveste uma linguagem visual tão distinta, que vemos no teu trabalho hoje em dia? 

S: O meu estilo foi desenvolvido através de anos e anos a desenhar. Enquanto adorava desenhar linhas limpas e bonitas, as minhas mãos não mo permitiam, porque tremiam muito. Por isso acabei por desenvolver um estilo rabiscado, que complementa o meu tremor.

4) M: Fala-me do teu processo. Tiras uma foto no metro e o que vem depois? 

S: Tiro fotos com o meu iPhone e elas aparecem no photostream no meu iPad. Importo as fotos para o Procreate, e depois eu “doodlo”!

5) M: Quem são estes monstros? 

S: Prefiro o termo "criaturas". A palavra “monstros” tem uma conotação demasiado negativa. Sempre adorei desenhar criaturas estranhas, são divertidas de criar e nunca os desenhas mal! Algumas são baseadas em criaturas que toda a gente encontra no seu dia-a-dia na cidade, mas algumas são apenas estranhas criações que desenho pelo simples prazer que é desenhar.

6) M: Consegues viver apenas da ilustração? É o teu trabalho a tempo inteiro?

S: Subway Doodle começou como um hobbie. Nunca pensei que tomasse estas dimensões. Se vivo disto? Não. Se eu gostava? “Hell yes!”. Quando não estou a “doodlar”, tenho uma pequena empresa de produção chamada “The Mint Farm” (www.TheMintFarm.com). Criamos pequenos conteúdos e promoções em direto na televisão, web e redes sociais.

7) M: Fala-nos das tuas influências. 

S: Dos 12 aos 17 anos, passava todos os domingos a trabalhar no Museu do Cartoon em Rye Brook, Nova York. Estava sempre rodeado de enormes coleções de cartoons e dos melhores artistas. Isso teve uma grande influência no desenvolvimento das minhas capacidades e do meu estilo pessoal.

8) M: Deixa uma mensagem à MELANCIA mag e aos seus leitores. 

S: Olá a todos! Obrigado por lerem esta frase. Sejam bons uns com os outros. Desejo-vos o melhor, SWD.

www.facebook.com/subwaydoodle

subwaydoodle.com

espreita o artigo na revista

CONTACTos

  • ig
  • fb
  • yt

MELANCIA MAG 2018 © ALL RIGHTS RESERVED