fotografia & social media

Entrevista: juliana lima

jimmy

the bull

No seu apartamento branco e vazio, Rafael Mantesso, jovem publicitário brasileiro, começou a pintar telas para deixar as paredes mais bonitas. Um dia o Jimmy, o seu bullterrier, estava ao seu lado dormindo e o Rafa desenhou em volta dele umas asas, como se fosse um anjo, e fotografou. Gostou. E toda gente também! Hoje o Jimmy é conhecido mundialmente! Tem quase 600 milhões de seguidores no Instagram, coleção de acessórios de uma grande marca britânica e um livro. E, para a nossa sorte a sua fruta favorita é melancia! Não perca esta entrevista exclusiva com o Rafa onde ele fala sobre as suas inspirações, a sua rotina com o Jimmy, o seu amor por animais e muito mais!

1) MELANCIA: Quem é o Rafael Mantesso?
RAFAEL: 
Eu sou um “cara” simples que tem um cachorro incrível.

2) M: O que te motivou trabalhar com a criatividade?
R: Criatividade não é mais é do que resolver problemas. Eu tenho tido muitos e a criatividade foi um caminho natural. Quando precisamos de resolver algo, é necessário ser criativo, é uma condição.

3) M: Sabemos que és publicitário e trabalhas com comida. Conta-nos um pouco sobre este seu percurso profissional. 

R: Como todo o publicitário, o meu sonho era ir para uma agência, mas, eu acabei por ir para um cliente. Primeiro na GE, Loreal e depois Souza Cruz. Neste último, desenvolvi um projeto para bares e restaurantes e aí despertou-me um interesse por essa área. Nessa época eu morava no Rio de Janeiro, porém, não gostava. Eu dizia que, quando me formasse, iria mudar-me para Belo Horizonte, onde também estava a minha namorada. Pus na cabeça que eu queria empreender na área de gastronomia, num bar ou restaurante. Foi o que eu fiz. Pedi a demissão no Rio e fui trabalhar para um grupo de restaurantes em Belo Horizonte, para aprender como se faziam as coisas. Procurava muitas referências e não existia nada. Na internet só havia receitas. Foi então que criei um blog com conteúdos de entretenimento e criatividade. Era um depositório de ideias, chamado Marketing da Cozinha. Isso começou a abrir muitas portas, eu ganhava dinheiro desta forma. Quando eu abri o meu restaurante, fechei o blog. Esse ano eu vendi o blog, ele voltou ao ativo, mas quem o gere são outras pessoas, não eu. Conheci Alex Atala, ficámos amigos, há uns quatro, cinco anos, ele mais alguns amigos fundaram um Instituto. Foi então que gastronomia entrou de vez na minha vida. Em dezembro último mudei-me para São Paulo.

4) M: E o teu cão Jimmy? Quantos anos tem? Fala-nos um pouquinho da personalidade da estrela do teu Instagram. 

R: O Jimmy tem 6 anos e faz 7 em dezembro. Ele é incrível. Não é tão manso como parece. Ele é bem agitado e tem muita energia. Características dos Bull Terrier. Ele é o cachorro mais amado do mundo.

5) M: Como é que te surgiu a ideia de unir ilustração com as fotos do teu cão? E como aconteceu o teu sucesso? 

R: Quando eu me separei, a minha ex-mulher ficou com todos os móveis, e a casa ficou vazia. Decidi que não queria morar mais naquele lugar. Então comecei a pintar telas em casa para deixar as paredes mais bonitas. Um dia, o Jimmy estava ao meu lado a dormir e eu desenhei em volta dele umas asas, como se fosse um anjo, e fotografei. Gostei. Uns dias depois precisei de comprar um caixote do lixo e a caixa era branca. Pu-lo atrás da caixa e desenhei nela como se fosse um raio X dele, e postei. Teve muitos likes. Tudo começou por acaso. Aí eu decidi que ao invés de pintar telas, eu iria transformar a minha casa num mundo imaginário para ele.

6) M: Como é a tua rotina com o Jimmy? Como surgem as ideias e onde vais buscar inspirações para as fotografias? 

R: A minha rotina com ele é bem simples. Ele acorda-me todos os dias às 7h30, passeamos, voltamos para a casa, dou-lhe comida, tomo um banho, ele vai dormir e eu vou trabalhar. Quando chego ele está com as energias recarregadas, brincamos, saímos de novo para passear. Quando ele está cansado é a melhor hora para fotografar, pois está mais paciente, calmo. A minha inspiração vem do dia a dia. O que eu vejo, observo, pego ideias. Coisas do quotidiano. Tudo pode virar uma ideia.

7) M: És conhecido mundialmente, e o teu trabalho tem ganho cada vez mais proporção e repercussão! Já realizaste projetos e parcerias com grandes marcas, mas pessoalmente adoro a coleção lançada no ano passado em parceria com o Jimmy Choo, o estilista malaio que trabalha em Londres e tem o mesmo nome do teu cão! Fala-nos sobre esta experiência. 

R: A Jimmy Cho é uma marca britânica muito famosa e no monitoramento das redes sociais eles perceberam o sucesso na internet que um bull terrier estava a fazer no Brasil. A diretora criativa da marca entrou em contato comigo. A ideia inicial era fazer tipo uma “Vogue” em Londres, mas eu não quis viajar com ele. Daí veio a ideia e o convite de assinar uma coleção. Claro que eu quero! E foi isso, fotos do Jimmy com ilustrações minhas. Uma parceria.

8) M: Como surgiu a ideia do livro e como te sentes após o lançamento? 

R: Veio nesta mesma época. Eu fui sondado por quatro agentes literários, um americano e três britânicos. Eu entrevistei os quatro, um deles foi muito carinhoso e tem um bulll terrier. Decidi que seria com ele a lançar o livro. Ele levou a história e todas as editoras queriam lançar. Fechámos com a Pinguim, por um selo de Nova Iorque.

9) M: E hoje, sentes-te realizado com o teu sucesso e todas as tuas conquistas? 

R: Foi uma etapa importante do trabalho. Quando toma essa proporção na internet, envolvendo muitas pessoas, é natural que saia dos média tradicionais. É uma forma de levar para mais pessoas e imortalizar o Jimmy. Eu sinto-me muito realizado.

10) M: Quais os teus próximos passos? Tens novos projetos? Se puderes partilhar connosco, adoraríamos saber. 

R: Recebemos uma média de 2 mil e-mails por dia. A pedir ajuda, abrigo etc. Fizemos uma parceria no início do ano com um abrigo e adotámos 500 cães. Temos uma ambição grande de ajudar essa causa de cachorros de abrigo. Temos um trabalho intenso nisso e tão cedo não vou parar de fazer. O Jimmy vai virar uma fundação e daí conseguiremos ajudar de uma forma mais profissional. E até o final do ano vamos lançar um cartoon dele. E eu estou à frente de tudo isso.

11) M: Qual o teu lema de vida? 

R: Ser Feliz.

12) M: E o teu maior sonho? 

R: Que todos os cachorros tenham um lar como o Jimmy tem.

13) M: Para fechar, deixa cá um recadinho teu para a MELANCIA mag, para os admiradores do teu trabalho e para os nossos leitores. 

R: Se puderem, tenham um cachorro, ele irá mudar a sua vida.

www.facebook.com/JimmyTheBullTerrier

espreita o artigo na revista

CONTACTos

  • ig
  • fb
  • yt

MELANCIA MAG 2018 © ALL RIGHTS RESERVED