ilustração & street art

Entrevista: MAFALDA JESUS

EL

PEZ

Criador do estilo “Barcelona Happy Style”, Jose Sabaté é um artista de renome que preenche as ruas com os seus peixes vibrantes e sorridentes. Começou a pintar em 1999, em Barcelona, e rapidamente espalhou o seu talento por outras cidades, criando paredes repletas de alegria, cor e boa disposição, que contagiam e deslumbram os transeuntes que por ali passam. Atualmente vive em Bogotá e tem como lema “Vive e deixa viver”. Fica a conhecer este talento e SORRI!

1) MELANCIA: Quem é o José?
EL PEZ: 
Jose Sabaté. É o criador do “Barcelona Happy Style”, por detrás do pseudónimo “El pez”. Um graffiter compulsivo, conhecido internacionalmente, decorador de cidades, contagiador de sorrisos. Sorri (graffita) desde 1999, é um artista urbano desde que a sua obra entrou numa galeria em 2002. Originalmente de Barcelona, a viver em Bogotá com a sua mulher e os seus 2 filhos.

2) M: Porquê “El Pez”?
E: Por volta de 1996, ainda não pintava, uns amigos puseram-me a alcunha de Pez, pois pertencia ao grupo dos “P”, onde todos tinham uma alcunha começada por “P”. Pareceu-me um nome carinhoso e bom para começar com a caligrafia e o graffiti. Comecei a espalhar assinaturas pela cidade, depois encontrei uma personagem alegre e divertida, com o qual me identificava, e ao mesmo tempo transmitia boas vibrações e alegria aos transeuntes por toda a cidade. Desde aqui, procurei que os meus graffitis se convertessem em algo universal, que fosse compreensível para todas as faixas etárias em qualquer parte do mundo.

3) M: Como surgiu o interesse pela ilustração e design? 

E: Sempre gostei de comics e de manga desde pequeno, e durante a minha carreira sempre fui autodidata, influenciando-me e absorvendo tudo aquilo que gostava na ilustração e no desenho.

4) M: Fala-nos das tuas inspirações e elege um artista que admires. 

E: A inspiração flui dia a dia, dependendo das minhas viagens, do meu estado de ânimo ou das minhas descobertas pessoais. É uma mistura de tudo. Também dos artistas que gosto e me influenciaram em toda a minha carreira. Admiro muito Keith Haring, Kaws, Crash, Flying Fortress, Picaso, Miro, Dali, Murakami são alguns de uma lista interminável...

5) M: Na tua opinião, que noção um artista nunca deve perder? 

E: A noção que um artista nunca deve perder é a identidade, que as pessoas identifiquem a tua obra facilmente, sem a confundir e não se deixar influenciar demasiado pelos outros.

6) M: Estive em Barcelona e fiquei deslumbrada. Como descreves esta cidade a quem nunca aí esteve? 

E: Barcelona é mágica, multicultural, festiva e dinâmica, graffiteira, cosmopolita, divertida, deslumbrante, gaudiniana, cigana, solarenga, moderna, artística, vampiresca, catalã e demais arquitectónicamente!

7) M: Qual é o teu lema? 

E: Vive e deixa viver.

8) M: O que é essencial no teu dia a dia? 

E: Estar a criar constantemente, sacar coisas novas, aprender com os grandes, apontar ou desenhar todas as ideias que me passam pela cabeça num caderno e sobretudo sair para pintar a rua, assim seja legal ou ilegalmente.

9) M: Deixa uma mensagem à MELANCIA mag e aos seus leitores. 

G: Saudações e um sorriso contagioso para todos os leitores da Melancia. A sorrir vive-se melhor!

www.facebook.com/elpezcollections

espreita o artigo na revista

CONTACTos

  • ig
  • fb
  • yt

MELANCIA MAG 2018 © ALL RIGHTS RESERVED