COLAGEM

Entrevista: rita alvarez

CAT CUT

PASTE

Nome: Cátia Gonçalves

Idade: 28 anos
Sou de: Natural de Torres Vedras, actualmente vivo em Lisboa 
Sou conhecida por: Cátia e por ser sorridente

A minha arte é: Colagens surreais com humor à mistura

1) MELANCIA: Quem é a Cátia? 
CÁTIA: É uma miúda bem disposta, muito energética, original e criativa, que adora misturar tudo o que é improvável. Também é um pouco do contra: normalmente, aquilo que toda a gente gosta, ela evita. Adora andar de bicicleta e quem lhe tira a praia, tira-lhe tudo. Se pudesse ter um poder impossível, escolheria voar, não só pela liberdade, como pela possibilidade de apreciar as paisagens vistas de cima. A Natureza (invertida) é uma das suas maiores inspirações. A Cátia é uma pessoa que, sempre que pode, quebra a rotina. Nem que seja só uma mudança no caminho até ao emprego.

2) M: Como surgiu este projecto? Foi algo que sempre quiseste fazer? 
C: Este projecto surgiu por um acaso e foi fruto da longa quarentena e dos dias aborrecidos, cheios de internet e televisão. Na verdade, foi uma lufada de ar fresco. Mal terminei a primeira colagem, percebi que não iria ficar por aí. Desde então, são muito raros os dias em que não recorto e colo histórias divertidas. Sempre adorei arte, mas nunca me tinha passado pela cabeça que eu também pudesse criar algo... descobri com as colagens uma fatia do bolo da felicidade e uma excelente terapia para suportar com alegria o stress de todos os dias. .

3) M: Sentes que a colagem é um arte bem representada? Ou ainda há um caminho a percorrer? 

C: Creio que em Portugal existem excelentes artistas de colagem. Nesse sentido, acho que é uma arte muito bem representada mas que, no entanto, esses mesmos artistas têm pouca visibilidade, acabando por ser uma arte esquecida por entre os outros tipos de arte mais ‘comuns’. Creio que ainda há um longo caminho a percorrer, principalmente na aceitação por parte das pessoas no geral, que muitas vezes associam as colagens a ‘coisas de miúdos’.

4) M: O que pretendes "provocar" com os teus trabalhos? 

C: Acima de tudo gargalhadas, alegria e conectar com o espírito criativo de quem vê as minhas colagens - ao imaginar a sua própria história em cada obra. Também tenho o objectivo de despertar consciências, sempre com uma boa dose de humor.

5) M: Onde te podemos encontrar quando não estás a criar? 

C: Quando não estou a criar podem encontrar-me a misturar padrões, cores e peças improváveis, no meio da moda, área em que exerço a minha actividade profissional. Podem certamente encontrar-me ao sol ou a criar peças em Macramé - um novo desafio que me tem vindo a ocupar todo o pouco tempo que me restava. Podem também encontrar-me a dar grandes passeios a pé por Lisboa,

que é uma grande inspiração para mim.

instagram: @catcutpaste

espreita o artigo na revista

CONTACTos

  • ig
  • fb
  • yt

MELANCIA MAG 2018 © ALL RIGHTS RESERVED