tatuagem

Entrevista: mafalda jesus

 

adfuntink

Defunta mas bem viva ao mesmo tempo, assim podemos entender Marta ou Adfuntink que, entre o P&B e a cor, vai marcando a pele de quem tem bom gosto. Tatua há 6 anos, mas a paixão já vem de longe, mesmo que perdida no bolso de um casaco... A subtileza que apresenta, nas linhas, na cor (ou a falta dela), não faz lembrar ninguém, tornando-se assim inconfundível a olho vivo.

1) MELANCIA: Quem é a Marta?
ADFUNTINK: 
Basicamente come palhacinhos ao pequeno-almoço, nasceu e cresceu “à estorreira do sol” mas derrete-se pelo frio, adquiriu um calo aos seus 3 anos fruto de tanto carregar no desenho, bebeu design gráfico e salivou gauffres pelo caminho, e claro, é adfunta.

2) M: Porquê “adfuntink”?
A: Porque na verdade era adfunto, eu é que me auto-boicotei, o resto da história conto se quiseres enquanto te tatuo!

3) M: Fala-nos do teu percurso. Quando e como começou esta aventura no mundo da tatuagem? 

A: Comecei há 6 anos numa banana e no segundo seguinte no meu namorado. Nos entretantos, fui tatuando em vários cantinhos de lisboa, fiz um curso de tatuagem profissional para tirar teimas, mas só quando a Cathy (notfromthisbox) esbarrou na minha vida, me senti abraçada! Há 3 anos decidi atirar-me ao que realmente me fazia sentido fazer a tempo inteiro! Dei a mão à Agataris e PatriciaShim, criaturas que muito admiro e estimo, e juntas gerimos o nosso Pantano.studios! Embora tenha descoberto há pouco tempo, num bolso de um casaco que não visto há 20anos, uma folha cheia de “flashes”, escrito num canto “tatoages”! Portanto posso dizer que esta aventura nunca começou, fui trazendo no bolso.

4) M: Qual foi a sensação de tatuar pela primeira vez? 

A: No meu caso foi mesmo por amor...! E ya, foi puro amor! Ficou uma m*rda? Ficou. Mas já tinha visto piores e actualmente é uma das minhas tattoos favoritas! E pronto, quis logo fazer outra!

5) M: Na tua opinião, o que é essencial para ser um bom tatuador? Qual é o maior desafio profissional nesta indústria? 

A: Como em tudo o que se quer ser bom.. Amor, trabalho, sabedoria, empatia e honestidade. Neste momento é conseguir comprar agulhas 7rl/25! Fica o apelo!

6) M: Qual é a tua maior motivação para criar? O que te inspira? 

A: Não é motivação, é uma necessidade de expressão que mesmo desmotivada ela permanece. Tudo o que me faz quentinho no coração e também o que o vai matando.

7) M: Que conselhos deixas a quem quer fazer a sua primeira tatuagem? 

A: Faz e lê a resposta seguinte.

8) M: Qual é a tua opinião relativamente à remoção de tatuagens?

A: Só a morte é que não tem remédio né?!... E no fim até já estamos todos...!

9) M: Para além de tatuar, o que te faz feliz? 

A: Desenhar e desenhar, o cheiro da chuva, o barulho da tranquilidade das plantas e uma tablete de chocolate sff!

10) M: Deixa uma mensagem à MELANCIA e aos seus leitores.

A: Bebam água e deitem só as pevides para o chão!

www.instagram.com/adfuntink

espreita o artigo na revista

CONTACTos

  • ig
  • fb
  • yt

MELANCIA MAG 2018 © ALL RIGHTS RESERVED