ILUSTRAÇÕES E BONECOS ARTESANAIS

Entrevista: JULIANA LIMA

HÁ MONSTROS

DEBAIXO DA CAMA

Já imaginaste tu e a tua família como bonecos? Agora podes tornar real esta imaginação, transformando todos em bonecos e deixando-os em retrato na tua casa! “Há Monstros debaixo da cama” é um projecto engraçado e bastante lúdico criado por Ana Salomé, 29 anos, uma algarvia que vive em Lisboa há 6 anos. Ana fez do seu gosto e talento pelo handmade o seu trabalho a tempo inteiro. Mas, o que mais nos chamou a atenção não foi só a sua dedicação e coragem, mas também o seu processo criativo e a forma como vem espalhando por ai muita graça e criatividade com os seus bonecos encantadores.

1) MELANCIA: Quem está por de trás do projecto?
ANA: 
Sou um gajo descontraído, distraído, focado, parvo, curioso, extrovertido, ambicioso, perfeccionista, desenrascado, não me levo demasiado as sério, contraditório certo?

2) M: Como o teu gosto pelo handmade começou?
A: Foi algo transmitido geneticamente pela minha mãe. Desde cedo educação visual sempre foi a disciplina favorita e tanto eu como os meus irmãos estamos todos ligados ás artes. Eles de uma forma digital no design, e eu de forma artesanal com direito a mãos sujas, pó e nódoas de tinta.

3) M: Sabemos que para além dos bonecos, tem colares o outros acessórios. Quais foram as primeiras peças do projecto? 

A: Inicialmente, quando era apenas um hobbie as primeiras peças que surgiram eram criaturas parecidas a monstros e só muito mais tarde surgiriam as pregadeiras, colares etc.

4) M: E o nome? Bastante lúdico e divertido, sentimos que tem uma alusão ao universo infantil, mas gostaríamos de saber como e porque o projecto foi nomeado assim. 

A: No início era tudo um hobbie que me preenchia o tempo durante as férias de verão. Não comercializava nada e todas as experiências, cabeças, membros e outras criaturas acabavam armazenadas debaixo da cama. Daí nasceu ‘Há Monstros Debaixo da Cama’ !

5) M: Para nós, o grande diferencial do projecto, para além de serem peças exclusivas artesanais, feitas em pasta de papel e pintadas á mão, são os bonecos. Lembra qual foi o primeiro boneco a criado?

A: A pasta de papel resulta melhor no verão pois precisa de muito sol para secar. No entanto, há monstros o ano inteiro! Por esse motivo eles sofreram uma mutação e hoje não são mais de pasta de papel, mas sim de massa de modelar. Quanto ao primeiro boneco, foi uma boneca, a ‘Marie Olive’, que é inconscientemente uma homenagem á minha mãe Olívia Maria.

6) M: Onde trabalhas? Tens um atelier ou algum ambiente que gostas de estar para criar? 

A: Eu tenho uma secretária em frente á janela da sala cujo o tampo mais parece uma paleta de tintas, e é aí que eu trabalho sempre com o ipad ao lado e phones nos ouvidos. As horas de maior aproveitamento são sem dúvida á noite e por vezes madrugada fora. Alguns dias por semana também vou trabalhar no Atelier ‘Porta16’ que partilho com outras criativas em Alfama.

7) M: Fala-nos do teu processo criativo dos bonecos. Queremos saber como tudo funciona: Desde do pedido, do briefing, da criação e execução, ate o momento de entrega. 

A: Mais artesanal não podia ser! estão a imaginar uma fábrica industrial com aqueles tapetes rolantes com produtos sempre a sair a alta velocidade? é o oposto! as peças são feitas e pensadas uma a uma por ‘nós’ que estamos por trás do ‘Há Monstros Debaixo da Cama’, eu. posso dar o exemplo dos retratos de família. As encomendas surgem maioritariamente pelo facebook, eu dou toda a info que o cliente precisa saber para confirmar a sua encomenda. depois, peço um pequeno briefing sobre sua família, fotos e tudo o que gostaria de ter na sua peça. É agendada a encomenda. Agora é hora de pôr literalmente a mão na massa! penso na imagem final, faço um pequeno esboço, crio as formas com a massa, espero secar, lixo, sacudo o pó da mesa, sacudo o pó da cara, pinto e por fim tenho o resultado final que não se aproxima em nada do esboço inicial. Finalizada a peça envio para a morada ou entrego em mãos á cliente.

8) M: Conta-nos uma história que te marcou com a criação dos bonecos e que vale a pena partilhar com toda a gente. 

A: Humm... ainda não tenho nenhuma história espetacular. no entanto, recentemente recebi uma encomenda, em que foram os alunos de uma turma da primária que escolheram o retrato do ‘Há Monstros Debaixo da Cama’ para oferecer ao professor. eles próprios escreveram o briefing que é o melhor que eu recebi até hoje e fiquei muito contente de ter a simpatia do público infantil.

9) M: Para além das peças artesanais, o que mais fazes? 

A: Já faz cerca de 7 anos que o ‘Há Monstros Debaixo da Cama’ é o meu trabalho a tempo inteiro. E tempo inteiro é o termo certo, não sobra muito mais para me dedicar a outras actividades. tentei o jogging mas não resisti muito tempo. Nos tempos livres gosto de pegar numa revista, sair de casa e ir lê-la na esplanada, no outro dia almocei com os pés na relva na Gulbenkian, sou fã de concertos grátis ou muito baratos em Lisboa, gosto de voltar para casa de 28 (moro na graça), e de um bom filme antes de dormir.

10) M: Quais são as tuas referências e inspirações? 

A: Eu menciono sempre o Tim Burton e o resto é um mix de outros criadores, desfiles de alta costura e imagens do pinterest.

11) M: Que objetivos gostarias de alcançar no futuro? 

A: O meu maior alvo é conseguir dedicar cada vez mais tempo a novas colecções e a criar as peças que me sinto inspirada a fazer, e cada vez menos aquelas que me são impostas pelas encomendas.

12) M: Deixa uma mensagem à MELANCIA mag e a todos os seus leitores.

A: Continuem o bom trabalho e nunca deixem que a criatividade se esgote!

www.facebook.com/hámonstrosdebaixodacama

espreita o artigo na revista

CONTACTos

  • ig
  • fb
  • yt

MELANCIA MAG 2018 © ALL RIGHTS RESERVED