escultura & intervenção urbana

Entrevista: mafalda jesus

robert

panda

Uma abordagem filosófica à estupidez humana? Robert Panda, 35 anos, não faz a coisa por menos. Os seus bonecos são como bons gigantes, coloridos e amistosos, que nos interpelam nas nossas deambulações urbanas. Se te cruzares com um deles, aproveita e senta-te à conversa. Estúpido? Estupidamente interessante, diríamos.

1) MELANCIA: Quem é o Robert Panda?
ROBERT: 
O Robert Panda é artista visual. Desenvolvo um projeto de instalação e também performativo intitulado de “The Stupid Project” uma abordagem filosófica à estupidez humana com figuras Antropomórficas coloridas de diferentes materiais e instaladas na rua para que as pessoas tenham uma experiência estética e interactiva.

2) M: Como surgiu a ideia de começar este projeto?
R: O projeto data 2011 quando a crise entrou sem pedir em Portugal. Queria denunciar a estupidez política, burocrática e financeira. Comecei então por desenvolver uma série de acções com figuras feitas em papel e fita-cola e em que os suspendia em pontes reflectindo os responsáveis pela crise. Depois de os ter feito, não achei que fizessem sentido e iria dar demasiada importância visual e claro, também não queria deprimir ainda mais a cidade. Ao invés peguei nas figuras alterei, pintei com cores vivas e deformei para lhes dar mais carácter e personalidade.

3) M: Quem são estes bonecos? 

R: São a expressão visual da minha vontade de criar, do meu imaginário e das histórias que pretendo contar.

4) M: O que pretendes despertar nas pessoas? 

R: Que todas as pessoas são diferentes, e ainda assim todos somos estúpidos, e não há mal nenhum nisso.

5) M: Neste momento a street art está cada vez mais presente nas cidades e na sociedade. Como vês esta evolução? 

R: Cada vez mais as cidades integram esta experiência estética na sua programação cultural e assim sendo a “street art” assume a sua evolução natural.

6) M: O que é essencial no teu dia-a-dia? 

R: Café curto sem princípio, chávena escaldada.

7) M: Na tua opinião que noção é que um artista nunca deve perder? 

R: Não ceder à pressão, seja qual for a situação.

8) M: Deixa uma mensagem à MELANCIA mag e aos seus leitores. 

R: Bom regresso a casa!

www.facebook.com/stupidrobertpanda

espreita o artigo na revista

CONTACTos

  • ig
  • fb
  • yt

MELANCIA MAG 2018 © ALL RIGHTS RESERVED