Entrevista: JULIANA LIMA

ILUSTRAÇÕES: GEORGIA LOW

GEORGIA

LOW

Georgia Low é uma jovem inglesa com apenas 22 anos, dona um talento único, capaz de impressionar toda a gente. Ela faz recortes em papel e cria verdadeiras obras de arte, com tantos detalhes que fica até difícil de acreditar como foi feito. Inspira-te com a magia das flores e dos animais criados pelas mãos desta doce artista.

1) MELANCIA: Quem é Georgia Low?
GEORGIA: 
Nasci em 1994, em Londres, Reino Unido, antes de me mudar para o Norte do País de Gales com meus pais, aos 7 anos. Agora vivo numa pequena aldeia com meu namorado de há cinco anos e o nosso cão, Millie. Definitivamente, tenho uma paixão maior pelo campo desde que mudei, o que influenciou fortemente minha arte. Sou muito apaixonada pela natureza e pelos animais, ainda mais depois de me ter tornado vegan no ano passado. Eu gosto de tentar aproveitar ao máximo a minha vida e adoro fazer as pessoas felizes - Eu sou um pouco do prazer delas! Não há nada que eu ame mais do que trazer alegria para a vida dos outros com a arte e transformar o sentimento dos meus clientes e momentos especiais em recortes personalizados de papel para eles apreciarem.

2) M: Qual é a sua formação?
G: Mudei-me muito quando criança, então fui a muitas escolas diferentes. Eu estudei Arte no GCSE (General Certificate of Secondary Education), mas não continuei com meus Níveis A. O professor de arte na minha nova escola não foi muito inspirador e nos fez focar na pintura – em que eu sou terrível! Eu então fui para a Universidade de Chester para estudar Rádio e TV, mas percebi que a minha verdadeira paixão sempre foi a arte.

3) M: Como começou a sua paixão pela arte com recortes de papel? 

G: Na verdade, conheci o papercutting quando tinha apenas 15 anos, a estudar para meus exames na GCSE. Uma das minhas professoras entregou-me uma faca artesanal e uma folha de papel preta, acabei por criar uma silhueta de pessoas, pescando com papel colorido para deixar o sol passar. Esqueci o corte de papel por uns tempos, enquanto estava focada nos estudos para os exames. Só quando deixei a escola é que comecei de novo. Eu ainda mantenho o contacto com a minha professora de arte e tenho meu primeiro trabalho no meu estúdio - oito anos depois!

4) M: A sua obra tem muitos detalhes. É realmente maravilhoso. Onde aprendeu? 

G: Obrigada! Na verdade, sou totalmente autodidacta, quando comecei a fazer papercutting, os meus projetos eram muito básicos e exigiam pouca habilidade, o que é de se esperar. Faz quatro anos que comecei a praticar mais as minhas habilidades, e definitivamente estou a evoluir. Eu não era como a maioria dos adolescentes aos 19 anos, passava a maior parte do tempo a desenhar e a praticar cortes de papel em vez de ir às festas. Hoje eu estou muito agradecida, eu posso apresentar e expandir o meu trabalho no ramo de negócios da arte.

5) M: Explique-nos como organiza os seus projetos e o seu processo criativo.

G: Cada peça é diferente. Se eu estiver a criar uma obra para um cliente, eles tendem a enviar-me todos os detalhes que querem incluir; Como a data do casamento, lugares especiais que foram, passatempos, interesses, etc. Eu, então, desenho um esboço num pedaço de papel para mapear onde tudo irá e, em seguida, faço o desenho final no papel que eu vou cortar. Tenho de certificar-me de que todo o traço é desenhado para depois cortar tudo. As linhas revelam o design. Garanto sempre que a peça final está limpa e livre das marcas de lápis no outro lado. Algumas das peças que mais gosto de fazer são aquelas quando os clientes me enviam uma fotografia que é muito sentimental para eles e me pedem para transformá-la num papel. Eu tenho de gastar uma boa quantidade de tempo a traçar a fotografia original e descobrir que peças cortar. Por exemplo, eu fiz isso com uma fotografia linda do horizonte de Nova Iorque, que um dos meus clientes tinha tirado.

6) M: Tem um trabalho artístico favorito? Qual e porquê? 

G: É muito difícil escolher apenas um favorito! Acho que a minha obra da abelha é uma delas, porém, foi a minha primeira peça, extremamente detalhada. Coloquei o meu coração e alma e talvez seja por isso que foi um dos meus projetos mais populares. Também foi o meu primeiro recorte de papel a ser partilhado numa conta de Instagram de design de interiores que tinha mais de 1 milhão de seguidores. Fez-me ganhar muito reconhecimento, fiquei muito agradecida.

7) M: Fala-nos sobre as tuas inspirações. 

G: É muito difícil escolher apenas um favorito! Acho que a minha obra da abelha é uma delas, porém, foi a minha primeira peça, extremamente detalhada. Coloquei o meu coração e alma e talvez seja por isso que foi um dos meus projetos mais populares. Também foi o meu primeiro recorte de papel a ser partilhado numa conta de Instagram de design de interiores que tinha mais de 1 milhão de seguidores. Fez-me ganhar muito reconhecimento, fiquei muito agradecida.

8) M: Qual é o objetivo da sua vida? 

G: Eu acho que estamos apenas neste planeta uma vez, então devemos fazer sempre o que nos faz felizes. Para mim, isso significa constantemente criar novas artes e trabalhar em projetos novos e emocionantes. Eu também espero poder inspirar os outros a perseguirem os seus próprios sonhos e a fazerem o que os apaixona.

9) M: E o teu maior sonho? 

G: Hmm ... isso é difícil! Tenho muitos objetivos e sonhos; Eu adoraria poder continuar a trabalhar na minha arte a tempo inteiro e ter os meus projetos em algumas das minhas lojas de design de interiores favoritas. Também gostaria de trabalhar em projetos mais comerciais e criar um livro para crianças!

10) M: Tens planos resta de 2017? Exposições pessoais, viagens, projetos? 

G: Acabei recentemente de completar a minha grande exposição individual para uma grande empresa em Londres, tive de fazer 44 imagens em dois meses! Felizmente, eu gosto de trabalhar sob pressão! Agora estou a trabalhar em obras para um projeto comercial. Não posso revelar ainda mas espero que meus clientes os amem tanto quanto eu. Eu também adoraria criar uma imagem enorme, este ano, já que até agora eu criei apenas cortes em papel até o tamanho A2 (aproximadamente 42cm x 59cm), então eu adoraria o desafio, embora não tenha certeza de onde eu gostaria de expô-la!

11) M: Deixe uma mensagem para a revista MELANCIA e todos os leitores. 

G: Muito obrigada MELANCIA mag por me entrevistar, fiquei satisfeita com todas as suas perguntas! Para quem não está familiarizado com o meu trabalho, podem encontrar-me no Instagram @georgialowpapercuts. Digam olá, eu adoraria falar convosco!

www.georgialow.co.uk

espreita o artigo na revista

CONTACTos

  • ig
  • fb
  • yt

MELANCIA MAG 2018 © ALL RIGHTS RESERVED

Melancia_Icon.png