desporto, saúde & bem-estar

ENTREVISTA: MAFALDA JESUS

OUTDOOR

TRAINING

CAMP

O Outdoor Training Camp é um projeto inovador que promove a saúde e o bem-estar e que traz um novo conceito de treinos ao ar livre a um preço lowcost, no Parque da Paz, no coração de Almada.

Pedro Cruz e Rúben Nunes, ambos formados em Educação Física, são os fundadores e têm como objetivo motivar quem não gosta do ambiente de ginásio e/ou não tem possibilidades de pagar uma mensalidade elevada. Assim, com o custo de apenas 2 euros/treino e à distância de uma inscrição, qualquer pessoa tem acesso a atividades diversificadas, com a utilização

de diferentes materiais e num ambiente agradável, rodeado de natureza e boa energia. Através das redes sociais e de muito trabalho, o projeto foi crescendo e, apenas com alguns meses de existência, estes treinos têm cada vez mais adeptos.

 

1) MELANCIA: Como surgiu esta ideia e o que vos levou a trabalhar juntos?
OTC: 
Surgiu com a necessidade de dar resposta aquilo que eram as necessidades da população em geral. Tentámos perceber o mercado, o que nos rodeava, os pontos fortes e fracos que apresentava e percebemos a carência que existia de treinos Outdoor na Margem Sul do Tejo. Depois procurámos ouvir várias opiniões, de familiares, de amigos, colegas mais experientes, e começámos a montar o nosso próprio conceito. Em relação aos motivos que nos levaram a trabalhar juntos, muito simples: ambição, reconhecimento recíproco de capacidade e, acima de tudo, uma química enorme, na forma de gerir e trabalhar toda a marca.

2) M: Como conseguiram cativar as pessoas a aderir a este novo conceito?
OTC: Apostámos bastante forte na divulgação do primeiro treino, foi um mês de publicidade intensiva para um só treino, conseguimos ter algumas pessoas e, a partir daí, foi dar continuidade. Criámos uma rotina de treino, procurámos ter grande variação em cada treino que fazíamos e isso agradou os nossos alunos. O ambiente descontraído, o contacto com a natureza, a ausência de obrigatoriedade de pagar mensalidades... são outros pontos que, na nossa opinião, também têm contribuído para tudo aquilo que temos alcançado.

3) M: Quais os investimentos inerentes ao desenvolvimento do projeto?

OTC: Como em qualquer negócio, tivemos de arriscar, fazer um investimento inicial em material e equipamento indispensável para a realização dos nossos treinos. Procurámos ser cautelosos e não querer tudo de uma vez, temos vindo a adquirir progressivamente mais material, consoante as necessidades. Depois, existe sempre um investimento na parte burocrática, com licenças, registos de marca, entre outras coisas, que vamos ter de ir dando resposta.

4) M: Os treinos foram crescendo e tendo cada vez mais participantes. Tendo em conta que têm alunos de várias idades e diferentes capacidades físicas, como é feito o planeamento?

OTC: Esse é o ponto-chave: a forma como tentamos chegar a cada um dos nossos alunos, tendo em conta a enorme variação de idade e capacidade que apresentam. Temos diversas formas de organização, mas, regra geral, fazêmo-lo por grupos de nível semelhante, dividimo-los por várias estações, sendo que a cada uma delas corresponde um exercício diferente. Depois, temos material que nos permite ajustar a carga, e, para o mesmo exercício, apresentamos sempre variantes de facilidade ou dificuldade, tentando, desse modo, dar resposta às necessidades de cada um dos nossos alunos. Cada treino tem um objectivo geral pré-definido por nós, sendo que todo o planeamento é feito nesse sentido.

5) M: Fazem treinos personalizados e que até já trabalharam com atletas de alta competição. Que objetivos definem para eles e como organizam esse trabalho? Sentiram que isto aumentou a visibilidade do projeto?

OTC: O trabalho que realizamos com profissionais de futebol é naturalmente diferente daquilo que fazemos com os nossos alunos diariamente. Estamos a falar de pessoas com uma condição física diferenciada e com objetivos muitos específicos. Trabalhamos individualmente ou em pequenos grupos, com o grande propósito de potenciar o seu rendimento na época que agora se iniciou. Procuramos maximizar a performance de cada um deles, prevenir lesões e evitar excessos nas férias. Obviamente, que isso aumentou bastante a nossa visibilidade e valorizou ainda mais o nosso trabalho. É um privilégio enorme quando jogadores conceituados da I Liga de futebol ou internacionais pela Seleção Nacional confiam a sua preparação a dois jovens de 20 e poucos anos como nós.

6) M: Como em todos os negócios, existe sempre concorrência. Como lidam com isso e o que fazem para se diferenciar?

OTC: Temos lidado da melhor forma. A concorrência obriga-nos a não estagnar, a ir sempre em busca de mais qualquer coisa. Temos procurado inovar na estruturação dos nossos treinos. Novos materiais, novas dinâmicas e algumas parcerias para nos tornar mais fortes. O facto de nos termos deparado com algumas tentativas de outros fazerem parecido com aquilo que

temos vindo a desenvolver só engrandece o nosso trabalho e nos mostra que estamos no caminho certo.

7) M: Qual é o próximo passo e que objetivos pretendem atingir no futuro?

OTC: O que aí vem está bem definido por toda a estrutura Outdoor Training Camp: queremos ser mais abrangentes, chegar a mais sítios, não nos queremos ficar só pela Margem Sul. Estamos a concluir esse projeto e em breve teremos novidades.

8) M: O que fazem quando não estão a representar o Outdoor Training Camp?

OTC: Cada um de nós tem os seus trabalhos. Logicamente, temos algumas coisas em comum, ambos damos aulas de Educação Física e somos treinadores de futebol nos escalões mais jovens do Cova da Piedade. [Rúben é atualmente jogador da equipa sénior e Pedro é personal trainer num ginásio].

9) M: Em pouco tempo, o vosso projeto teve um grande reconhecimento e uma enorme adesão. O que foi mais difícil para chegar até aqui?

OTC: A nossa maior dificuldade é, treino após treino, não dececionar os nossos alunos e todos os que acreditam no nosso trabalho. Não quero passar sem dar uma palavra de sincero agradecimento a todos aqueles que já nos ajudaram, neste ou naquele momento, em particular. Mas um agradecimento ainda maior, àqueles que connosco trabalham diariamente. Ao Valter Domingos, que marca presença em todos os treinos e é responsável pela dinamização da marca e comercialização da roupa Outdoor Training Camp. Mas também ao nosso designer, Alexandre Santos, que trabalha as nossas imagens, facilitando imenso a nossa comunicação digital e melhorando o nosso alcance, através da sua criatividade e das imagens apelativas que nos disponibiliza.

10) M: Enquadram-se na categoria de jovens empreendedores. Que mensagem deixam à MELANCIA mag e a todas as pessoas que estão a começar um projeto?

OTC: A mensagem é de votos de sucesso, não tenham medo de arriscar e procurem a cada dia ser melhores. Ficamos bastante orgulhosos por esta entrevista à MELANCIA e fica o convite para virem treinar connosco. Está feito o desafio...

www.facebook.com/outdoortrainingcamp

espreita o artigo na revista

CONTACTos

  • ig
  • fb
  • yt

MELANCIA MAG 2018 © ALL RIGHTS RESERVED